Paróquia São Jorge Mártir
 
Buscar no site

Ajude a divulgar nosso site votando no concurso Top Catolicanet. É só clicar na figura abaixo:
Existe
1 usuário online


Caminho Neocatecumenal

Na Igreja primitiva, no meio do paganismo, quando alguém queria tornar-se cristão, tinha que fazer um itinerário de formação ao cristianismo, que se chamava "Catecumenato", da palavra "catechéo", que significa "ressonância", escuta.

O processo de secularização tem levado muita gente a abandonar a fé e a Igreja. Por isso, é necessário abrir de novo um itinerário de formação ao cristianismo. O Caminho Neocatecumenal não pretende, portanto, formar um novo movimento em si, senão ajudar as paróquias a abrirem um caminho de iniciação ao Batismo, que faça descobrir o que significa ser cristão. É um instrumento ao serviço dos Bispos nas paróquias para recuperar a fé de tantas pessoas que a tem abandonado. Hoje, no Ocidente, muitas Dioceses estão tentando fazer uma catequese para adultos. O Neocatecumenato é uma síntese teológico-catequética, um catecismo, um catecumenato para adultos, um itinerário de formação cristã para o homem contemporâneo.

Na Igreja primitiva , o catecumenato estava formado por uma síntese entre Palavra (kerygma), Moral e Liturgia. A Igreja antiga tinha, sobretudo um Kerygma, isto é, um "anúncio da salvação". Este anúncio do Evangelho, feito pelos apóstolos itinerantes como Paulo e Silas , causava nos que o escutavam uma mudança moral. Mudavam de vida ajudados pelo Espírito Santo que acompanhava aos apóstolos. Esta mudança moral era selada e ajudada por meio dos sacramentos. Concretamente, o Batismo se administrava por etapas. Assim, a catequese primitiva era uma "gestação" à vida divina.

Quando nos séculos posteriores desaparece o catecumenato, esta síntese (Kerygma- Mudança de vida - Liturgia), se perde. O Kerygma como chamada à fé, que implica uma decisão moral, já não existe, transforma-se em "doutrina escolástica". A moral vem a ser "foro interno", isto é, privado. A Liturgia chega a ser única para todos.

O Caminho Neocatecumenal quer recuperar de novo esta "gestação", esta síntese, entre Kerygma, mudança de vida (moral) e Liturgia.

Papa João Paulo II com a equipe responsável pelo Caminho no Mundo: Kiko Argüello, Carmem Hernandes e Padre Mário.Porque se chama Neocatecumenato?

Porque o Caminho Neocatecumenal é fundamentalmente para gente já batizada, que não tem, porém, uma suficiente formação cristã. A "Catequesis Tradendæ" afirma que a situação de muitos cristãos nas paróquias é de "quase catecúmenos". Por isso o papa João Paulo II, na carta Ogniqualvolta de 1990 , que reconhece oficialmente o Caminho Neocatecumenal, escreve: "...reconheço o Caminho Neocatecumenal como um itinerário de formação católica, válido para a sociedade e para os tempos hodiernos." e expressa seu desejo de que os Bispos o valorizem e o apoiem como um instrumento para uma nova evangelização “de modo que que estae se realize segundo as linhas propostas pelos iniciadores.”

O Caminho na Paróquia

O catecumenato teve início em nossa Paróquia no ano de 1991, com a catequização e formação da primeira comunidade, ao mesmo tempo em que na Paróquia de São Sebastião, que então fazia parte da Diocese de Santos. O responsável pela equipe de cateuistas era Pe. Alcebídes Stefanon, da Arquidiocese de Brasília. Houveram mais duas catequizações, em 1998 e 2002, e as comunidades formadas na ocasião foram unificadas, de modo que atualmente há uma única comunidade na Paróquia. Atualmente o catequista responsável é o Pe. Pietro Felicce Peruzzo, também de Brasília.

Mais informações:

Esta página é melhor visualizada na resolução 800x600 ou maior.
voltar
  ©Paróquia de São Jorge Mártir
     Diocese de Santos - SP - Brasil
Visitas
desde 11/11/2010:
Aqui em Santos/SP:
Adicione nosso Site aos seus favoritos Faça de nosso Site sua página inicial Envie um e-mail para nós

Última atualização: 19/02/2009

By Maurício S. Canavese